Como higienizar o quarto e as roupas de cama para se proteger do vírus.

Quando se fala de Coronavírus, se faz necessário reforçar a importância da higienização de tudo o que tocamos, como uma medida preventiva de contaminação da doença. Desde nossas mãos que tocam coisas e pessoas, depois são levadas até a boca, olhos e nariz, locais de transmissão do vírus. Aos objetos, roupas que utilizamos, e locais onde permanecemos boa parte do tempo, como é o caso do quarto.

Confira nesse artigo, como higienizar o quarto de dormir e as roupas de cama para se proteger do vírus.

Como o vírus é transmitido?

O vírus é transmitido pelo contato pessoal próximo com pessoas infectadas ou por meio de tosse ou espirro dessas pessoas.
E também ao tocar objetos ou superfícies contaminadas e em seguida, tocar a boca, nariz ou olhos. Por isso, a OMS enfatiza que lavar as mãos com água e sabão, usar álcool 70% e limpar e desinfetar superfícies frequentemente são medidas essenciais para impedir a propagação do COVID-19.

Antes de mais nada: evite aglomerações e contato com outras pessoas. E lave as mãos!

Higienização correta de roupas e tecidos como medida preventiva.

O contágio através de contato com superfícies contaminadas apesar de baixo acontece por causa do tempo de vida do vírus nessas superfícies.
Estudos mostram que a vida mais longa do vírus foi em aço inoxidável e plástico: a meia-vida média estimada foi de 5 a 8 horas. E tempo máximo de 72 horas.

Por ser um novo tipo de corona, não temos muitas pesquisas sobre o tempo de vida do vírus em tecidos. Porém, estudos realizados com outros patógenos, apontam que no geral, o vírus sobrevive de 72 a 96 horas nos panos.

Por isso, a higienização das roupas e dos ambientes se tornam ainda mais importantes no dia a dia, e algumas mudanças de hábito também, confira como se proteger!

Tirar a roupa que usou na rua, assim que chegar em casa
Chegar da rua ou do trabalho e se jogar na cama é uma cena comum na sua vida?
Muitas pessoas têm o hábito de deitar na cama com as roupas que chegam da rua.

Porém o recomendado é: tirar as roupas assim que chegar em  casa e tomar um banho. Se possível já deixar a roupa num cesto de roupa suja, quanto menos contato com o ambiente da sua casa, melhor.

Lavar separadamente as roupas de pessoas infectadas

Caso haja pessoa infectada ou com suspeita em casa, as roupas de vestuário, de cama e banho devem ser lavadas separadamente das outras pessoas. O ideal é que ela seja colocada em sacos plásticos até o momento da lavagem.
A manipulação das roupas devem ser feitas com luvas e o cesto de roupa deve ficar num lugar isolado da casa.

Água e sabão são suficientes 

O uso de água e sabão são suficientes nas lavagens de roupas. Mesmo que seja de pessoas infectadas, a lavagem da máquina com ambos os produtos é eficaz! E não se faz necessário uso de outro produto.

Lavagem com água quente

Se sua máquina tem essa função, utilize-a! Quanto maior for a temperatura melhor, o indicado para matar o vírus é a temperatura entre 60º e 90º.

Frequência das lavagens de roupas

Roupas de cama como lençóis e fronhas devem ser lavados pelo menos uma vez por semana. Se for de uso por pessoa infectada, dia sim, dia não.

Ferro de passar

Por causa da alta temperatura, a utilização do ferro de passar também é uma excelente alternativa na prevenção do vírus. Isso porque a temperatura dele pode chegar a 100º, nível que elimina o vírus.
Passar as roupas, principalmente as que têm maior contato com o corpo como toalhas de banho, lençol e fronha.

Limpeza do colchão e do quarto

Esse é um dos ambientes preferidos pela maioria das pessoas para estar, por ser um lugar de descanso e de renovar as energias. Por isso, é muito importante fazer a higienização dele corretamente ao menos uma vez por semana.
Mantenha o ambiente sempre ventilado e arejado. Uma dica que pode ser sempre seguida, não só nesse momento, é colocar travesseiros e colchão para tomar sol.

Como desinfetar o ambiente

Existem vários produtos que ajudam na eliminação do vírus. Para limpar objetos e superfícies, especialistas da Sociedade Brasileira de Infectologia indicam:

  • Água sanitária;
  • Desinfetantes em geral;
  • Limpadores multiuso com cloro;
  • Álcool de limpeza (líquido);
  • Detergentes.

Qualquer um desses produtos pode ser utilizado, já que todos são eficientes para “quebrar” a camada lipídica (espécie de gordura) que envolve o vírus.
Você pode dar preferência para o desinfetante, álcool de limpeza ou água sanitária diluídos para limpeza do chão. E um pano com limpadores multiuso com cloro ou álcool para superfícies, maçanetas e objetos do quarto.

Limpeza do ambiente com pessoa infectada

Caso tenha algum paciente infectado com coronavírus na residência, a limpeza deve seguir novas orientações. Utilize avental descartável, máscara, protetor de cabelos e pés e luvas para efetuar a limpeza. Além disso, o desinfetante comum deve ser substituído por um à base de álcool ou hipoclorito.

Para desinfetar colchão e tecidos

Ao menos uma vez na semana você pode aspirar o colchão, tapetes e cortinas. Depois utilize um spray com água, bicarbonato de sódio e vinagre e borrife nos tecidos, sem deixar encharcar, depois é esperar secar. 

Não há necessidade de limpar tudo o tempo todo, mas é necessário redobrar os cuidados com a higiene da sua casa.
Se você está mantendo o isolamento e não há circulação de pessoas pelo ambiente, mantenha a limpeza à rotina normal (de preferência uma vez por semana). Agora se há circulação de pessoas que continuam trabalhando fora ou em áreas de risco (como hospitais), a limpeza precisa ser reforçada e feita mais vezes na semana. 

Seguindo essas simples recomendações de higiene você e sua família estarão mais seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *