Informação é o primeiro passo: 4 coisas que nunca te contaram sobre o câncer de mama

Tempo de leitura: 2,5 minutos. 

 

Outubro é o mês da campanha internacional de conscientização e combate ao câncer de mama. 

Empresas, instituições e pessoas de diversos nichos da sociedade se mobilizam em prol desta luta que vai muito além do mês de outubro.

 

Afinal, vencer o câncer é uma batalha diária e o primeiro passo para derrotá-lo é a informação. 

 

Portanto, continue lendo e descubra 4 coisas que nunca te contaram sobre o câncer de mama. 

1) Autoexame não substitui exame clínico 

Apesar de ajudar a mulher a conhecer suas mamas e saber identificar alguma alteração, o autoexame não substitui o exame clínico.

 

Neste caso, para um diagnóstico mais assertivo é recomendado a realização de uma mamografia.

Portanto, lembre-se: não deixe de realizar exames de rotina e estar em constante acompanhamento. 

 

No entanto, apesar de não substituir, é importante realizar o autoexame com frequência. Confira o vídeo abaixo como fazer: 

 

2) A mamografia deve ser feita anualmente após os 40 anos

A incidência do câncer de mama se torna mais comum após os 40, portanto é essencial realizar a mamografia anualmente.

Afinal, se diagnosticado em fase inicial, a doença tem 95% de chances de cura. 

 

Mas vale ressaltar: apesar de ser mais comum após os 40 anos, não é apenas nessa faixa etária que existem casos de câncer de mama.

Aliás, apesar de não ser uma regra, é possível nomear alguns fatores que aumentam o risco de desenvolver a doença. 

 

São eles: mulheres de 40 ou mais que sofram com obesidade e/ou sedentarismo, que tiveram o primeiro filho após os 30 e mais. 

 

No geral, questões genéticas, endócrinas, reprodutivas e comportamentais podem influenciar a ocorrência do câncer de mama. 

3) É mito: pancadas nos seios não acarretam câncer de mata

É claro que, dependendo da força do impacto, pode gerar dor, desconforto e levar alguns dias para cicatrizar.

Em alguns casos mais graves pode gerar uma área de fibrose no tecido da mama parecida com um pequeno caroço no autoexame. 

Mas, fique tranquila, bater os seios não acarreta câncer de mama. 

4) Sutiãs não tem nenhuma relação com câncer

Se você ainda não ouviu esse mito, sinto muito trazê-lo à tona agora! 

Enfim, é isso mesmo: há quem acredite que sutiãs mais apertados podem gerar câncer de mama.

 

Isso poderia até fazer sentido em uma época onde não existia tanta acessibilidade aos exames adequados, mas não hoje.

Não faz sentido algum, pode ficar tranquila! 

 

Os sutiãs não possuem nenhuma outra função além de proteger os seios. 

Mas, em aspectos de conforto e possíveis inflamações nas glândulas mamárias, evite modelos muito apertados.

 

Bom, agora que você já conhece mais sobre o câncer de mama, não deixe de fazer o autoexame e buscar profissionais especialistas.

Com saúde não se brinca!

 

É tão importante para a saúde quanto os exames em dia, é uma boa noite de sono! 

Nisso somos especialistas. 

 

Confira aqui nossos modelos de colchões e estofados disponíveis para você. 

Clique aqui. 

Deixe uma resposta